domingo, 4 de outubro de 2009

Sete morrem em novo ataque com mísseis dos EUA no Paquistão

Islamabad (Paquistão) - Pelo menos sete pessoas morreram nesta quarta-feira e cinco ficaram feridas no terceiro ataque com mísseis supostamente cometido nos dois últimos dias por aviões não tripulados dos Estados Unidos no noroeste do Paquistão, informou uma fonte oficial.

Os mísseis atingiram na área de Mirali, na demarcação tribal do Waziristão do Norte, vizinha ao Afeganistão, segundo a fonte, citada pela cadeia privada Dawn.

Os ataques de aviões espiões americanos são frequentes nas áreas tribais paquistanesas, especialmente no Waziristão do Norte e do Sul, redutos da insurgência talibã onde buscam abrigo membros da rede terrorista Al-Qaeda.

A frequência destas ações aumentou nos últimos meses, mesmo diante do anúncio do Exército paquistanês, em junho, de que preparava contra os fundamentalistas no Waziristão uma grande operação, cujo começo ainda não ocorreu.

Na terça-feira, dois ataques de aviões espiões contra alvos insurgentes nestas duas demarcações tribais causaram a morte de pelo menos outras sete pessoas.

As autoridades do Paquistão negam em público estas ações, mas, segundo fontes tanto paquistaneses quanto dos EUA, os ataques dos aviões espiões contam com o consentimento tácito de Islamabad, cujos serviços secretos compartilham informação com os americanos.

As informações são da EFE

Nenhum comentário: